Descubra agora se vale a pena investir na previdência privada a curto prazo? 

Investir na previdência privada é uma ótima maneira de garantir uma reserva financeira para o futuro. Confira as melhores opções para ter uma excelente rentabilidade na sua aplicação.

Não há dúvidas que a previdência privada é um dos tipos de investimento mais utilizados na atualidade. Pois, ela oferece segurança e um rendimento que pode ser bom, dependendo do plano, o que é bem bacana para quem deseja garantir um futuro estável e se prevenir contra eventuais imprevistos ou crises, como a provocada pela pandemia do novo coronavírus.

Nesse sentido, a busca por planos PGBL e VGBL é bem grande. Afinal, escolher o melhor método para investir é essencial para ganhar dinheiro e cumprir com as metas.

Caso todas as opções não sejam analisadas com cuidado, corre-se o risco de escolher um plano com poucos rendimentos e que não atenderá às expectativas do investidor, que pode até mesmo, deixar de ganhar dinheiro com uma escolha equivocada.

Sabendo disso, aqui neste artigo explicaremos de maneira detalhada se vale a pena investir na previdência privada a curto prazo. Desse modo não vai ficar difícil garantir a estabilidade financeira que você tanto deseja. Continue acompanhando!

O que é a previdência privada?

Em linhas gerais, a previdência privada funciona como uma espécie de poupança, que pode proporcionar rendimentos depois de algum tempo.

Esse é um serviço oferecido por quase todos os bancos, instituições financeiras e seguradoras, sendo bem comum no mercado.

Quando o investidor assina o contrato e começa a aplicar, ele paga um certo valor mensal, o qual fica armazenado com a instituição.

O tempo para que ele seja retirado varia de acordo com a empresa escolhida e o plano adotado, podendo ser de curto, médio e longo prazo.

A parte bacana da previdência privada é que ela proporciona rendimentos em cima do valor economizado.

Ou seja, ao fim do período escolhido o investidor não retira apenas o dinheiro que guardou, mas também um bom lucro, de acordo com a taxa de juros de seu plano. Sendo assim, é uma opção bem legal para quem deseja garantir uma aposentadoria segura e estável para o futuro.

A previdência privada vale a pena?

Quem trabalha com investimentos não costuma se identificar com a previdência privada. Isso porque, justamente por se tratar de um investimento mais seguro, ele não proporciona grandes lucros. As taxas de juros no valor guardado são pequenas, produzindo pequenas quantias, principalmente em planos de prazo mais curto.

No entanto, ao analisar esse investimento é necessário ter em mente o seu público alvo.

Ao contrário de ações na Bolsa de Valores, por exemplo, que podem trazer grandes rendimentos, mas são extremamente voláteis e exigem acompanhamento constante, a previdência é simples e segura. Basta aplicar o dinheiro todos os meses para depois de algum tempo receber a quantia de forma prática e rápida.

Em outras palavras, a previdência privada vale a pena para aquelas pessoas que desejam economizar, mas não entendem muito sobre esse mundo.

Por ser bastante segura, ela oferece a estabilidade tão procurada e ainda proporciona um determinado rendimento, cenário ideal para pessoas que querem garantir um futuro sem grandes complicações.

Vale a pena investir na previdência privada a curto prazo?

Como citamos anteriormente, a previdência privada é bacana para um público bastante segmentado. Porém, ainda assim é preciso analisar os períodos selecionados para o plano para gerar um rendimento positivo e uma boa rentabilidade no valor aplicado.

Tratando sobre lucro, a previdência privada a longo prazo costuma proporcionar um valor maior. As taxas de juros neste caso costumam ser bem mais elevadas, tendo em vista que o dinheiro ficará retido por mais tempo.

Já no curto prazo a previdência normalmente é bem menos lucrativa. Na maioria das vezes o investidor retira bem pouco além do que foi armazenado, com pouco lucro.

Porém, para quem está buscando apenas por uma forma de economizar dinheiro de uma forma consciente e segura, essa continua sendo uma excelente opção.

Como escolher o melhor plano de previdência privada

Fazer um plano de previdência privada é uma ótima ideia para garantir um valor legal para o futuro e para concretizar os seus objetivos. No entanto, como citamos algumas vezes, antes de fazer a sua escolha é necessário ter em mente as suas prioridades, para não tomar uma decisão precipitada.

Sabendo disso, separamos abaixo uma série de fatores que devem ser considerados antes de realizar a contratação da sua previdência privada. Confira!

  1. Em quanto tempo você deseja retirar o dinheiro que guardou?;
  2. Qual é a quantia mensal que o seu orçamento permite para retirada e armazenamento na previdência?;
  3. Com o seu plano, você busca apenas economizar ou aumentar consideravelmente a quantia armazenada?;
  4. Caso surjam imprevistos, você possui outra reserva financeira de emergência ou precisará usar o dinheiro da previdência?;
  5. Você possui uma perspectiva de aumento dos seus ganhos a curto, médio ou longo prazo?;
  6. Por quanto tempo você pretende guardar dinheiro antes de fazer a retirada?;
  7. No cenário atual, você possui tempo livre para acompanhar o aumento dos seus ganhos?

Com a resposta dessas perguntas vai ficar muito mais fácil fazer uma escolha correta e assertiva. Desse modo será possível realizar os seus objetivos financeiros, economizar a quantia desejada e ainda garantir um futuro estável, sem depender de planos públicos, como o INSS.

Sobre o Autor

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *